Clínica Michelangelo - Cirurgia plástica em Curitiba

Cirurgias

A Clínica

Localização

Chat Online

Michelangelo Clínica

Principais dúvidas

Os itens gerais informam sobre as principais dúvidas dos pacientes que pretendem se submeter a uma cirurgia plástica e servem para relembrar as instruções já recebidas de seu médico, quando da primeira consulta.

Informações Gerais

Primeiro beneficiado: você estará prestando uma inestimável colaboração a si mesmo(a), lendo com atenção todos os itens desta lista.

  1. Finalidades: a cirurgia plástica tem por finalidade fazê-lo(a) parecer tão bem quanto possível, dentro de suas características individuais. Sendo uma combinação de arte e de ciência, está sujeita às variações inerentes ao mecanismo fisiológico, que é específico de cada indivíduo. Por tal razão, não deve ser exigida do cirurgião plástico a perfeição (que nem mesmo a natureza apresenta), haja vista que não há simetria entre os dois lados de nosso corpo. A cirurgia estética não é um recurso a favor da vaidade, mas a favor do equilíbrio psicossomático do(a) paciente.
     
  2. Evolução: é importante tomar conhecimento - antes da cirurgia - como se desenrola a evolução normal de uma intervenção, quais suas fases transitórias e qual é o resultado viável, possível (mas não infalível) para o seu caso. Na evolução do pós-operatório há que levar em conta vários fatores que independem da atenção e capacidade do cirurgião, razão pela qual não lhe é possível garantir resultados pré-determinados. Condições tais quais a espessura e textura da pele, as influências hereditárias e hormonais, além de outros elementos, poderão interferir no processo de cicatrização e, conseqüentemente, no resultado final de uma cirurgia. E, sobre esses fatores, o cirurgião plástico não tem - e não pode ter - a menor ingerência.
  3. Colaboração do(a) paciente: é importante saber que a sua colaboração terá grande influência no resultado final. Se o médico tem seus deveres, o (a) paciente tem os dele(a), entre os quais se insere a obediência irrestrita às instruções dadas pelo seu cirurgião.

     

  4. Conduta do cirurgião: a conduta escolhida por um médico pode não ser igual a de outro. O importante é que cada um dê o máximo de si mesmo, usando de todos os meios para atingir o melhor resultado. Por tal razão é importante que você, ao procurar um cirurgião, o faça com base no conhecimento do trabalho deste cirurgião, e não por comparação do resultado de outros pacientes obtidos junto a outros cirurgiões. E mais: cada caso difere de um outro, e vai apresentar um resultado individual, ainda que utilizada a mesma técnica e pelo mesmo cirurgião.